top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Prefeitura e sociedade civil organizada discutem Plano Diretor de Cruzeiro do Sul



Representantes de diversos setores de Cruzeiro do Sul se reuniram, no Teatro dos Náuas nesta quinta-feira (25), no encontro chamado de "Dia D' do Urbanismo". O evento foi organizado pela prefeitura para que toda sociedade civil organizada tenha oportunidade de participar da elaboração de um novo Plano Diretor para a cidade.


O município já tinha um Plano Diretor, mas, o processo de implementação não teve a participação popular e estava desvirtuado da realidade da infraestrutura urbana do município que se aproxima dos 100 mil habitantes.


"É um momento histórico para a nossa cidade, pois estamos discutindo com todos os segmentos as melhores alternativas para o desenvolvimento da nossa cidade. O município já tinha um Plano Diretor, mas que foi copiado de outra cidade e não  era adequado para Cruzeiro do Sul. Agora estamos construindo juntos uma nova versão projetando nossa cidade para quando ela chegar a 150 mil ou mais habitantes", ressaltou o prefeito Zequinha Lima.


O tema da reunião foi "Plano Diretor e Planejamento Participativo: Diagnósticos Necessário". Para o senador Alan Rick que esteve presente nos debates, o esforço da gestão municipal para elaborar um novo Plano Diretor é fundamental para o progresso da cidade.


"O Plano Diretor norteia as bases para que o município tenha os direcionamentos para crescer. Como respeitar as áreas comerciais, as áreas habitacionais, as áreas de proteção ambiental, o setor industrial, setor da agropecuária, os ramais. Quando o prefeito tem isso planejado, ele sabe pra onde crescer", disse Alan Rick.


Com o novo Plano Diretor, a cidade de Cruzeiro do Sul terá uma nova delimitação da área urbana e poderá criar novos bairros, definir lotes para a construção de casas populares, planejar novas ruas e avenidas, pleitear recursos para investimentos em rede de esgoto e para obras de infraestrutura urbana que serão construídas de forma ordenada.

Durante o encontro, o vice-prefeito Henrique Afonso apresentou o projeto para a criação de um parque ambiental no meio da cidade.



"Já estamos com o planejamento totalmente pronto, inclusive com planilha e com valores e agora estamos na busca de recursos. Certamente, pelo conteúdo que esse parque tem que tem a participação da Ufac, como também a conservação daqueles 36 hectares de floresta, três nascentes e todo o projeto com arquitetura que obedecem as nossas características regionais, posso dizer que será um dos parques urbanos mais lindo e mais significativo da Amazônia", afirmou o vice-prefeito.







Comentários


bottom of page