Prefeitura de Cruzeiro do Sul promove palestra para pessoas privadas da liberdade

Gestão busca conscientizar detentos que cumprem pena por violência contra mulher



A equipe da coordenação de políticas públicas para as mulheres realizou, nesta quinta-feira (17), mais uma atividade da campanha Agosto Lilás, que mobiliza a sociedade para combater todo tipo de violência contra as mulheres. Desta vez, a palestra foi no presídio Manoel Néri da Silva destinada para conscientização reclusos que foram enquadrados pelos artigos da lei Maria da Penha.


Os reeducandos foram retirados das celas e levados para uma área coberta, nas dependências das unidade prisional, para ouvir palavras de orientação do delegado Rômulo Carvalho, que responde pela Delegacia da Mulher, de representantes do Centro de Referência em Assistência Social (Creas), da coordenadora de políticas para as mulheres da prefeitura de Cruzeiro do Sul, Sergiane Vieira, e da assistente social do presídio, Nayana Neves.


"Nesse período da campanha Agosto Lilás, aproveitamos para reforçar um trabalho de cunho ressocializador com os reeducandos. Tanto com os masculinos, quanto as mulheres.

Fizemos um planejamento e essa é a segunda atividade. Fizemos um torneio na semana passada para as mulheres e hoje essa palestra para os homens, com o objetivo de promover esses momentos de conscientização para que eles venham refletir sobre suas atitudes e o crime que cometeram. Desta forma, queremos que possam pensar na vida após cumprir a pena", disse Nayana.


O delegado, além de abordar os procedimentos adotados para os homens que praticam violência contra a mulher, fez uma palestra de aconselhamento para estimular os apenados a não cometerem mais crimes ao conquistarem a liberdade.


"O sistema prisional tem dois vieses: aquele que faz com que a pessoa que cometeu crime seja punida pelo que fez e, o outro, restaurativo que visa preparar essa pessoa para voltar para a sociedade. Então, enquanto responsável pela Delegacia da Mulher, a gente traz essa palavra para que eles possam refletir no período em que estão internados, para que possam se preparar para quando saírem. De modo a fazê-los repensar sobre suas ações e a conduta que os trouxeram para o sistema penitenciário", disse Carvalho.


A campanha Agosto Lilás se encerra no dia 31 com um encontro que vai contar com a participação de todos os servidores das forças de segurança da cidade. Ao longo de todo mês foram promovidas palestras em diversas instituições e realizadas ações de proteção às mulheres que foram vítimas de qualquer tipo de agressão.


"Não estamos aqui para julgar, a nossa tarefa é fazer com que eles se conscientizem dos crimes que cometeram. Por isso, reunimos todos que foram agressores para orientar, para que eles possam se preparar para sair e não cometer mais nenhum tipo de violência contra às mulheres", destacou Sergiane.




0 comentário