Prefeitura de Cruzeiro do Sul e Ufac firmam convênio para viabilizar pesquisa na área de saúde


O prefeito Zequinha Lima assinou, nesta quinta-feira (21), um convênio da ordem de R$ 1 milhão, com a Universidade Federal do Acre (Ufac), para a execução de um projeto de pesquisa científica que deverá analisar os elementos encontrados nos animais da fauna amazônica que podem prejudicar a saúde humana. Os recursos foram destinados pela senadora Mailza Gomes e serão aplicados, também, em ações de educação em saúde que abordem o resultado dos estudos.

O convênio foi assinado na presença da reitora da Ufac, Guida Aquino, que elogiou a iniciativa do município: "Quero parabenizar, mais uma vez, a prefeitura e o professor Tiago, que é o coordenador desse projeto. Esperamos que possamos continuar estreitando essas relações com outros convênios, para que a gente possa está atendendo, não só a prefeitura, mas toda sociedade juruaense", disse a reitora.

O professor Tiago Lucena, que idealizou o projeto, explicou que a ideia é fortalecer as ações da universidade na área da ciência que estuda as relações entre a saúde ambiental, animal e humana.

"Esse projeto vai aprimorar as ações de monitoramento e inventário da biodiversidade amazônica. Mas, com um olhar para a saúde única, que é a área da ciência que estuda as relações de saúde ambiental, animal e humana. É importante diagnosticar quais os elementos zoonóticos potencialmente prejudiciais à saúde humana estão presentes na fauna que é comumente consumida pela população", explicou Lucena.

O prefeito Zequinha Lima lembrou que o município já fez outras parcerias com a Ufac, que tiveram resultados positivos para a universidade e para a sociedade em geral.

"Parabenizo a senadora Mailza por destinar essa emenda que vai possibilitar esses investimentos. A prefeitura sempre terá a porta aberta para as nossas instituições de ensino. A Ufac é um dos maiores patrimônios que nós temos e esse não é o primeiro, nem o segundo convênio que firmamos. E ainda vamos estabelecer muitas parcerias, para que possamos chegar com ações para quem realmente precisa", afirmou Zequinha.



0 comentário