Zequinha Lima decreta situação de emergência em Cruzeiro do Sul

Prefeitura mobiliza toda estrutura no apoio às mais de 28 mil pessoas que já foram afetadas



O Rio Juruá segue subindo e já são mais de 7 mil famílias atingidas, em 11 bairros, 14 comunidades rurais, 03 rios e 01 vila de Cruzeiro do Sul. No total, 28 mil pessoas já foram afetadas pelas águas. A última medição divulgada aponta 13m90cm, bem acima da cota de transbordo que é de 13m.

Diante do agravamento do quadro, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, decretou situação de emergência, na manhã desta segunda-feira, 28. A decisão aconteceu após reunião com todo secretariado, com equipes que estão atuando no socorro às famílias e com a presença do Presidente da Defesa Civil Estadual; Tenente-Coronel Miranda, do Comandante do Corpo de Bombeiros; Coronel Batista, do Coordenador de Segurança Pública; Coronel James Clay, além do presidente da Assembléia Legislativa do Acre, Deputado Nicolau Júnior, que resumiu bem o motivo do encontro: "É um momento de muita dificuldade. Sabemos do esforço do prefeito Zequinha e estamos aqui para ajudar", disse Nicolau Júnior, Presidente da Aleac.

Zequinha Lima agradeceu o apoio, falou da necessidade do decreto de emergência e do trabalho das equipes: "O rio continua subindo e muitas famílias estão desabrigadas. Com muito trabalho e empenho, estamos buscando amenizar o sofrimento dessas pessoas, com toda a estrutura da prefeitura à disposição". E seguiu: Estou decretando estado de emergência, pois estamos preocupados e precisamos de ajuda! Aproveito para agradecer o apoio das equipes do governo, do nosso presidente Nicolau Júnior e do Governador Gladson Cameli. Juntos vamos ajudar nossa gente e vencer mais esse desafio", disse o prefeito.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul está mobilizada no apoio às vítimas da enchente. Além do trabalho da Defesa Civil, várias outras secretarias estão empenhadas para oferecer serviços e auxílio às famílias.

Estamos monitorando - 24 horas por dia - a situação das águas. Temos recebido todo apoio das outras secretarias. A situação é difícil, um grande desafio pela frente, mas, graças ao planejamento feito pelo nosso prefeito e ao apoio que vem chegando, tenho certeza que vamos cuidar dessas pessoas da melhor forma possível, disse o coordenador da Defesa Civil Municipal, José Lima.

A secretária de Assistência Social, Delcimar Leite, também comentou o trabalho durante a cheia: "Estamos juntos da Defesa Civil na retirada dessas famílias. Também cuidamos do acolhimento a elas, com toda estrutura disponível, pois sabemos que para as famílias, é uma situação muito triste e delicada. Por isso temos profissionais capacitados para receber e ajudar diante dessa grande dificuldade", disse a secretária.

O próprio prefeito tem acompanhado a defesa civil na retirada dos que precisam ir para casa de parentes, aluguel social ou abrigo. O gestor comentou sobre o planejamento e a execução do trabalho que está sendo feito: "Estamos empenhados no amparo às famílias, tenho reunido com todo secretariado e planejado as ações que vão sendo ampliadas de acordo com o aumento do número de pessoas atingidas". E seguiu: "Todos estão em abrigos dignos, separados por família, com toda estrutura e cuidados com relação à saúde, incluindo exames e acompanhamento dos casos de covid-19", explicou Zequinha.

*Enchente do Juruá em números (Até 28 de fevereiro de 2022)*

Medição do Rio Juruá - 13m90cm

Cota de transbordo - 13m

Famílias atingidas - 7 mil

Famílias desabrigadas - 50

Famílias desalojadas - 320

Total de famílias em aluguel social - 02

Total de pessoas afetadas: 28000

*Localidades com fornecimento de energia elétrica suspensos*

- Miritizal - parcial

- Lagoa - parcial

- Cruzeirinho - parcial

- Ramal da Boca do Moa - total

- Comunidade Florianópolis total

- Comunidade Aliança - total






0 comentário