Servidores da Saúde recebem capacitação sobre novo modelo financeiro do SUS



Os cerca de 585 servidores municipais da saúde participaram nesta quinta e sexta-feira no Teatro dos Nauas de um seminário de capacitação sobre a novo modelo de financiamento do SUS. O novo modelo, implantado desde 2019, permite que cada município busque ampliar a capacitação de recursos mediante o aumento na precisão dos dados que são fornecidos ao Ministério da Saúde e a adesão aos programas federais.


Por esta razão, é importante que os servidores possam colher dados os mais precisos possíveis sobre o público atendido e lançá-los no sistema de modo a que os recursos específicos possam ser captados como previsto em lei.

“O financiamento dos serviços ofertados pelo SUS são formados por três componentes: a captação ponderada (ou seja, detalhada), o cadastro territorial e o cadastro populacional.”, explica a secretária adjunta Valéria Lima.

A inserção de dados depende especialmente do trabalho dos agentes comunitários de saúde. Dados precisos sobre pressão arterial e diabetes, resultam em incremento na verba para os programas do SUS. Isso vale para a adesão aos programas de saúde da mulher e da família e pela identificação de população vulnerável (que recebe benefícios).

“O repasse do SUS está vinculado ao último censo do IBGE que está defasado, Nossa população era de foi identificada como sendo 89 mil pessoas e 100% urbano, o que não corresponde à nossa realidade. Nossa estimativa é de que tenhamos hoje algo em torno de 95 mil, com uma grande porcentagem vivendo na zona rural que inclui ramais e população ribeirinha”, explica Valéria.

Ao trabalhar com dados desatualizados, significa que a saúde municipal pode estar tendo gastos maiores do que o repasse do MS. Por isso a preocupação em atualizar estas informações.

“Ainda não estão sendo exigidas as notas de desempenho. Assim que tivermos, e os ACS verificarem população vulnerável, podemos aumentar recursos do governo federal. Também aderimos há cerca de um mês ao programa de horário estendido nos postos, que estão funcionando até às 19 horas, mas até o momento estamos recebendo apenas pelo posto do agricultor.”, explicou o secretário municipal de saúde Dr. Agnaldo Lima.

Aumento salarial

O prefeito Zequinha Lima esteve presente no evento, e reconheceu o papel de cada servidor em sua função, como protagonistas no enfrentamento à pandemia, que vem obtendo bons resultados em Cruzeiro do Sul, com queda no número de internações e leitos ocupados e avanço pioneiro na vacinação do estado.


“Quero expressar minha gratidão a cada um de vocês, a gratidão por estar vivo e a gratidão por cada vida salva, no que o papel de cada profissional da saúde tem sido tão importante”, disse.

O prefeito citou o aumento recentemente concedido aos profissionais da educação, no valor de mil reais a mais no salário de cada um, e que é um objetivo da gestão conceder aumento também à categoria da saúde, como forma de fazer justiça e reconhecimento ao empenho de quem esteve na linha de frente no combate à pandemia.

“É nossa intenção, da gestão, conceder este aumento, mas para isso, é necessário cumprir algumas etapas. Esta aqui é certamente uma delas. A partir dessa capacitação, podermos captar recursos de maneira mais condizente com nossa realidade, e assim, vincular parte deste recurso à filha de pagamento”, disse.





0 comentário