Santander firma parceria com Prefeitura para erradicar trabalho de crianças em fábricas de farinha


O Banco Santander vai executar um projeto com a finalidade de evitar o trabalho infantil nas fábricas artesanais de farinha de mandioca de Cruzeiro do Sul. A instituição financeira deve inaugurar uma sede no município, ainda este ano, e conta com o apoio da Prefeitura para desenvolver ações na área social.


O banco já definiu um local para a instalação de uma agência que deverá ser inaugurado até o mês de dezembro. Mas, mesmo antes de passar a realização operações financeiras na cidade, o Santander já começou a investir em projetos sociais.



Nesta quinta-feira (16), o superintendente executivo do Santander, Antônio Areias, se reuniu com o prefeito em exercício, Henrique Afonso, para as tratativas do acordo entre as duas instituições para a realização de projetos sociais.


"Temos na cidade dois projetos e um deles tem o objetivo de tirar as crianças do trabalho nas fábricas de farinha que desenvolvemos junto com a Prefeitura. Esse projeto já está aprovado e estamos na fase de captação de recursos para a implementação. Já estivemos em visitas nas fábricas de farinha e fiquei muito impressionado. Então, é uma felicidade muito grande poder contribuir com a cidade e dá uma condição melhor para essas crianças que hoje trabalham nas fábricas de farinha", disse Areias.


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul também já firmou acordo com o Santander para fazer o pagamento do salário dos servidores municipais, assim que o banco inaugure sua agência na cidade. O prefeito em exercício afirmou que há uma grande expectativa para a instalação do banco no município.


"Com certeza vai nos proporcionar uma colaboração significativa no desenvolvimento regional e os projetos sociais que eles apoiam são extremamente importantes no enfrentamento dos desafios que temos na nossa na áreasocial. Estamos numa expectativa muito grande para a instalação de mais um banco aqui em Cruzeiro do Sul. Vai gerar renda, vai gerar emprego", destacou o prefeito em exercício.

0 comentário