top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Saúde Fluvial e Ribeirinha de Cruzeiro do Sul é destaque em publicação do Ministério da Saúde


A publicação oficial do Ministério da Saúde que celebra a posse da cientista e pesquisadora Nísia Trindade no comando do Ministério da Saúde destacou também o trabalho de Saúde Fluvial que vem sendo realizado pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Secretaria Municipal de Saúde.


O Boletim Informativo n° 100 da Secretaria de Atenção Primária à Saúde – SAPS, publicação do Ministério da Saúde em Brasília, deu destaque à atuação da secretária Valéria Lima que em dezembro participou da 1ª Oficina sobre os Avanços e Desafios das equipes Ribeirinhas e Fluviais, em Brasília (DF). Na ocasião, foi apresentada a experiência de Cruzeiro do Sul nesta modalidade de atendimento.


A Equipe de Saúde Fluvial cobre os 05 Rios de Cruzeiro do Sul: Juruá, Juruá Mirim, Valparaiso, Liberdade e Campinas. São áreas bastante populosas, com média populacional de 600 a 1000 pessoas por Rio.


A cobertura dessas áreas é realizada com serviço completo de Médico, Enfermagem, Odontológico, Imunização e Dispensação de Medicamento, Testes Rápidos e outros diversos serviços para que não haja prejuízo a assistência de saúde por se tratar de comunidades distantes e com dificuldade de acesso. As ações demandam muito planejamento e logística por parte da gestão.


Uma das dificuldades se refere justamente à grande variação do volume das águas dos rios, que em um período do ano tornam a navegação difícil. Uma das respostas, foi manter a unidade ancorada em um ponto fixo neste período.


“Com a montagem do Ponto Fixo de Atendimento à Saúde Ribeirinha na Foz do Rio Valparaiso que presta atendimento mensal ininterrupto, inúmeros avanços foram alcançados, conseguiu-se aproximar a população do serviço de saúde e dar continuidade à assistência daqueles que mais precisam”, explicou a enfermeira Adriana Araújo, coordenadora da Equipe de Saúde Fluvial da SEMSA.


“Fazer parte da ESF Fluvial é desafiador e ao mesmo tempo imensamente gratificante, levar o SUS para tão longe e com eficiência não tem preço”, concluiu a coordenadora.


Saúde Ribeirinha

Além da equipe básica de saúde fluvial há outras seis equipes de atendimento aos ribeirinhos. Enquanto a unidade fluvial permanece ancorada em um ponto estratégico que dá apoio aos três rios que envolvem a cidade: Valparaíso, Juruá e Juruá Mirim, as equipes ribeirinhas atuam em locais de mais difícil acesso, bem como barcos de emergência, localizados em comunidades estratégicas conduzidos por barqueiros contratados, que levam os cidadãos até a unidade básica de saúde fluvial (UBSF).


“Dessa forma o atendimento é mais rápido para todos, especialmente porque, dependendo da época do ano, se o rio estiver baixo e seco, a UBSF, por ser grande, não consegue navegar. É um grande desafio, pois a comunidade mais distante fica a nove horas de barco da unidade, mas organizamos as equipes com muito cuidado e criatividade para fazer dar certo”, explicou a secretária Valéria Lima.


Enfrentar os desafios de levar atendimento em saúde para as localizadas mais distantes, é gratificante para os profissionais envolvidos.

“O que motiva o gestor e o profissional do SUS a cada dia estar na ponta e levar os serviços de saúde a essas comunidades mais distantes é o trabalho com amor, harmonia, eficácia e eficiência. Você leva o serviço de saúde e traz de volta o sorriso e o fato de saber que o SUS chegou longe, chegou naquela pessoa. Essa é a nossa bandeira”, concluiu a secretária Valéria Lima.


Tais desafios só têm sido possíveis de serem enfrentados graças à determinação da gestão do prefeito Zequinha Lima em superar obstáculos como distância, tempo, clima e acesso para alcançar as pessoas nos locais mais distantes.


“No início da gestão percebemos que para muitas pessoas obter um atendimento básico em saúde, tinham que se deslocar até a cidade de Cruzeiro do Sul. Isso é muito sacrificante, custa recursos, tempo e até mesmo a saúde. Por isso tomamos essa determinação de estar cada vez mais presente nos locais mais distantes, pois isso significa levar saúde, qualidade de vida e cidadania a quem mais precisa”, disse o prefeito Zequinha Lima.

Comentarios


bottom of page