top of page
  • Foto do escritorLeandro Altheman Lopes

Prefeitura realiza 14° Conferência Municipal de Assistência Social


Aconteceu na noite desta quarta-feira, 23, no Centro Social Missão Família no Bairro da AABB, a 14 ° Conferência Municipal de Assistência Social.


Com o Tema: O SUAS que temos e o SUAS que queremos, a conferência tem por objetivo aprimorar as políticas de assistência social por meio da participação popular.


“É um tema importante para Cruzeiro do Sul e para nossas instituições. Sem a Assistência Social as instituições não funcionam. É gratificante estar participando deste encontro. A prefeitura está presente nas instituições tanto na APAE quanto em todas as demais, garantindo recursos e parcerias”, disse Carlene Andrade presidente da APAE de Cruzeiro do Sul.

“É fundamental que as instituições de Cruzeiro do Sul que prestam serviços à assistência social participarem para ajudar a construir e vermos o desenvolvimento e execução das políticas públicas de assistência social para aquele que está vulnerável, seja o indivíduo, seja na família. Todas as políticas são importantes: saúde, educação, cultura, que sinalizam para a garantia de direitos fundamentais, mas acredito que o social deve ser olhado com mais atenção até, pois quando uma pessoa não consegue se socializar mesmo no seu ambiente familiar, como ele vai interagir no trabalho ou em outros ambientes sociais ?”, disse o pastor Erlians Monteiro que coordena o Centro de Recuperação Reviver.

“Estamos aqui debatendo sobre nossas políticas de Assistência Social, avaliando o Sistema Único de Assistência Social para tirar diretrizes para melhorar a qualidade do atendimento do SUAS. O Prefeito Zequinha tem sido um grande parceiro da Assistência Social. Mesmo diante da crise do repasse que diminuiu o volume de recursos, o prefeito Zequinha manteve todas as ações e programas, e isso é importante porque a necessidade das pessoas por estes apoios também aumentou”, disse Marcos Fernandes, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.




“Nossa intenção é melhorar cada vez mais os serviços da assistência dada às pessoas em situação de vulnerabilidade. A tendência agora é melhorar, pois passamos um período em que houve uma diminuição dos recursos, mas nosso prefeito tem dado todo apoio para que os programas continuem. Existe uma grande massa da população em situação de pobreza, então a gente busca trabalhar nestes eixos, a gente precisa sentar-se para poder reavaliar nossos trabalhos e serviços, propostas, apontar novas propostas para as pessoas em situação de rua, aquelas que tem necessidade de moradia digna, e todas as demais que precisam desse apoio da assistência social”, disse Rosa Lima, secretária adjunta de assistência social.



“Os municípios estão realizando suas etapas municipais da conferência. Nos dias 25 e 26 de outubro acontece a etapa estadual. A nacional será em novembro. Estamos em processo de reconstrução do Sistema Único de Assistência Social. Precisamos conhecer quais as realidades de Cruzeiro do Sul, onde estão as suas maiores vulnerabilidades sociais. Os municípios têm seus problemas peculiares que divergem dos da capital, e o sistema precisa se adaptar para alcançar as pessoas”, disse Regiane Cristina de Oliveira, presidente do Conselho Estadual de Assistência Social.


留言


bottom of page