top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Prefeitura participa de Comitê de Governança para o Linhão na Terra Indígena Katukina


Foi instituído nesta segunda, 24, o comitê de governança da Terra Indígena Katukina do Campinas, com o objetivo de acompanhar e monitorar todos os investimentos que serão realizados na TI a partir do que foi definido no Componente Indígena do Plano Básico Ambiental, CI-PBA.


Trata-se de uma série de acordos, compromissos e investimentos que serão realizados na TI para a passagem da Linha 230 KV, ou simplesmente, o Linhão, que irá integrar Cruzeiro do Sul e demais municípios do Juruá ao sistema de abastecimento elétrico que parte das usinas hidrelétricas de Rondônia.


Na ocasião foi lançada a pedra fundamental dos investimentos.

“Conforme nos explicaram as lideranças do povo Noke Koi, este é um local histórico para eles, pois foi onde chegaram as primeiras lideranças que ajudaram depois a demarcar este território”, explica Gleiciane Cruz, representante da prefeitura no comitê de governança.


Os investimentos incluem a construção da sede da Associação Geral do Povo Noke Koi, o Centro das Medicinas Tradicionais, e um Centro de Artesanatos.

Além desses investimentos serão construídos em cada uma das 11 aldeias da TI diversos projetos e obras relativos à restruturação produtiva e de segurança alimentar.


A construção do PBA teve a participação direta do vice-prefeito Henrique Afonso.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul integra o comitê juntamente com Governo do Estado, UFAC, Embrapa, Sebrae e Corpo de Bombeiros entre outros órgãos. O objetivo é garantir o bem-estar da população Noke Koi e contrapartidas justas pela passagem do linhão por seu território.


Como parte das ações também será elaborada uma cartilha de conduta e convivência para todos aqueles que vierem a trabalhar dentro da TI.

“Da parte da prefeitura teremos muitas ações na área de produção, em parceria com a Embrapa, tanto para os plantios tradicionais como mandioca, banana e milho quanto para outros que o povo tenha interesse em desenvolver”, explicou Gleiciane Cruz.

Estão previstas a construção de Casas de Farinha, Aviários, uma unidade para beneficiamento de cana de açúcar, além da reposição de alevinos para os tanques de piscicultura e oficinas de horticultura.


Os indígenas receberam cursos de capacitação em diversas áreas além da formação de cinco gerentes indígenas extensionistas.


As lideranças do poco Noke Koi também solicitaram a melhoria dos acessos às 11 aldeias que deverão receber ainda Iluminação Pública como parte das contrapartidas.


Também serão construídos dois portais nos acessos à Terra Indígena pela BR 364 como forma de melhor identificar a área e valorizar a presença indígena no território.


“Temos conseguido ampliar a participação do povo Katukina na gestão, na mesma medida em que ampliamos a presença do poder público municipal com serviços e parcerias na Terra Indígena. A chegada do linhão trará muitos benefícios para Cruzeiro do Sul e nada mais justo de que estes benefícios sejam compartilhados com o povo Katukina”, disse o prefeito Zequinha Lima.


A partir desta quarta, 25, será colocado no ar um site da Terra Indígena tornado transparentes todos os dados dos investimentos, cultura e outros relativos à TI Katukina.



Comments


bottom of page