top of page
  • sabrinajornalismo8

Prefeitura investe mais de R$ 2 milhões na compra de merenda escolar direto do produtor rural


Pela primeira vez na história, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul irá comprar parte da merenda escolar direto do produtor rural. O investimento de mais de R$2 milhões de reais irá beneficiar diretamente a agricultura familiar.


O recurso é proveniente do Governo Federal através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O programa existe desde 2011, e a prefeitura já adquiria parte da merenda de associações e cooperativas de agricultores com sede na zona urbana de Cruzeiro do Sul. Contudo, a participação de produtores rurais de comunidades mais distantes nos editais estava limitada  sobretudo pelas dificuldades impostas pela burocracia.


Outro problema superado é o de ordem logística: antes o produto deveria seguir para Cruzeiro do Sul, para somente aí ser adquirido da cooperativa ou associação, e novamente retornar para as escolas daquela mesma comunidade. Com a aquisição direta na própria comunidade, há uma economia significativa com a logística de distribuição da merenda, além de proporcionar um alimento mais fresco para os estudantes das escolas da zona rural.


Graças ao emprenho da gestão e as parcerias firmadas junto ao Ministério Público do Estado Acre e a Universidade Federal do Acre, a burocracia fosse vencida e os produtores rurais conseguiram a documentação necessária para se cadastrarem no programa por meio do Edital de Compra Direta do Produtor do PNAE.


Servidores das Secretarias Municipais de Educação e de Agricultura, e os parceiros: Ministério Público e Universidade Federal do Acre, já deram início à entrega da documentação e do projeto de venda. As primeiras 63 famílias no Rio Juruá Mirim já estão habilitadas a começar a fornecer alimentação aos alunos das escolas da comunidade.


Com os recursos em conta, a Prefeitura vai investir R$ 307.618 reais na compra da merenda escolar no Rio Juruá Mirim, R$ 388 mil para compra da merenda escolar no Rio Valparaíso, R$ 331.615 reais para a merenda escolar do Rio Campinas, R$ 380.263 reais para a merenda das escolas na BR 307 e mais de R$ 600 mil para merenda das escolas da BR 364.


Servidores municipais das Secretarias de Educação e de Agricultura se deslocaram até a zona rural para o cadastro e retirada de documentação dos produtores na própria comunidade para ajudar os agricultores com a documentação exigida.

“Vendo a dificuldades dos agricultores como é o caso do Mirim, onde eles vão gastar em média R$ 1,500 de despesa para chegar até Cruzeiro do Sul, o Prefeito Zequinha determinou que  fossemos até eles para fazer a emissão da documentação  e deixá-los aptos para entrarem no Programa de Alimentação Escolar”, concluiu Valdenísio.


“Nossa gestão tem se empenhado para cada vez mais incluir as pessoas da zona rural e ribeirinhos em todos os programas que já existem. Isso nos exige um esforço para alcançar estas comunidades. Nada mais justo do que incluir os produtores rurais neste programa, para que eles forneçam alimento para as escolas onde seus próprios filhos estudam. Graças às parcerias com o MP e a UFAC estamos tendo êxito em incluir as comunidades dos rios Juruá Mirim e Valparaíso, onde estão algumas das localidades mais distantes do município”, concluiu o prefeito Zequinha Lima. milhões na compra de merenda escolar direto do produtor rural.



Comments


bottom of page