top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Prefeitura e Grupo de Apoio ao Serviço Humanitário promovem campanha de arrecadação de donativos



A Campanha Natal Humanitário foi lançada nesta quarta-feira, 6, em Cruzeiro do Sul, pelo Grupo de Apoio ao Serviço Humanitário - GASH, para arrecadação de donativos que serão destinados á instituições que prestam atendimento aos dependentes químicos do município. A ação, liderada pela primeira dama do município, Lurdinha Lima, conta com o apoio da Prefeitura, que está realizando a programação do Natal da Família na cidade.


As doações de produtos de limpeza e higiene, materiais de consumo, roupas, calçados, brinquedos e outros produtos, podem ser feitas até o dia 22 de dezembro na antiga sede da prefeitura.



"Estamos recebendo o que as pessoas puderem doar. Os itens são para as pessoas que estão acolhidas nas casas terapêuticas e para seus familiares", explicou a primeira dama, Lurdinha Lima, que coordena o Gash.


O prefeito Zequinha Lima participou do lançamento fez um apelo à população por contribuições em favor das entidades que prestam assistência aos dependentes químicos.



"Essa é uma campanha para que a gente possa ajudar as casas terapêuticas que temos em Cruzeiro do Sul e tudo que for arrecadado até o dia 22, será transferido para as casas de recuperação. Então, você que tem alguma coisa que não usa mais, ou que tem condições de comprar algo para colaborar, aproveita o momento e faz a doação que a equipe da Lurdinha vai receber e fazer a distribuição com muito carinho", solicitou o prefeito.


Os produtos podem ser entregues no antigo prédio da prefeitura, onde fica o  Gash. De acordo com a primeira dama, Lurdinha Lima, outros locais serão definidos e anunciados.


"Ainda estamos definindo os outros locais para os pontos de coleta, como supermercados para que todos possam doar. Queremos já aproveitar para agradecer a todos que estão colaborando com essa campanha, pois tenho certeza que o povo da nossa cidade é solidário e vamos arrecadar muita coisa", afirmou Lurdinha.



Commentaires


bottom of page