top of page
  • Foto do escritorLeandro Altheman Lopes

Prefeitura e Diocese realizam Olimpíadas da Paz

Uma parceria entre o Gabinete da Primeira-Dama da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Lurdinha Lima e a Diocese, por meio da pastoral da criança vem buscando formas de enfrentamento à violência doméstica.


A campanha ‘A Paz começa em Casa’ busca integrar esporte e lazer entre mães e crianças, aliado às ações educativas e preventivas. A campanha busca reverter uma tendência ao isolamento e à intolerância registrada como um dos fatores que levou ao aumento nos casos de violência doméstica durante a pandemia.


Nesta sexta, 15, a Campanha realizou um dia de atividades lúdicas e esportivas envolvendo mães e seus filhos na 'Olimpíada da Paz'. A atividade aconteceu no Complexo Esportivo do Aeroporto Velho.


Somente no Brasil foi registrado um aumento de 22,2% nos casos de feminicídio. Entre as causas apontadas estão a questão da dificuldade financeira das famílias, o aumento no alcoolismo e menor tolerância entre membros da própria família em razão do isolamento.



“A pandemia deixou todo mundo triste, aumentou muito o individualismo, a intolerância, a falta de paciência. Esta campanha da paz está tentando resgatar a paz no seio familiar colocando a paz de novo no seio das famílias”, disse a primeira-dama Lurdinha Lima.


A campanha consiste em ações educativas-preventivas e na promoção do esporte e lazer como forma de aumentar o convívio social, afetado pela pandemia.


“A Diocese de Cruzeiro do Sul através pastoral da criança, nos procurou para esta parceria. Estamos fazendo a parte da gestão municipal com outros parceiros, como a secretaria municipal de educação, a pastoral da educação, a coordenadoria de políticas públicas para mulheres e o departamento de promoção da igualdade racial com este único objetivo resgatar a paz que está faltando no nosso mundo que volte a ter alegria, que voltemos e a sorrir novamente”, continuou a primeira-dama.


Ações como esta, coordenada entre diferentes esferas do poder público junto à sociedade civil e entidades religiosas, vem obtendo sucesso na redução dos índices de violência.


O Acre que em 2021 foi o estado com maior número de feminicídios no país, logrou êxito na redução dos índices, após várias ações implementadas pelo governo do estado em parceria com municípios e sociedade civil.


Cruzeiro do Sul foi um dos municípios que obteve maior redução. De sete casos de feminicídio em 2021, teve um único caso registrado em 2022 e neste ano de 2023, felizmente, não houve um único caso registrado.


“Foi implementada uma coordenadoria de políticas públicas para as mulheres, e através da construção de uma rede de proteção à mulher, estamos conseguindo reduzir estes índices. O estado do Acre infelizmente ainda está como um de maiores índices de feminicídio, mas em Cruzeiro do Sul saímos de sete feminicídios, para um em 2022 e em 2023 até agora nenhum”, disse a primeira-dama.





“É muito importante esse tipo de atividade porque a violência está muito em evidência nos lares, várias famílias desestruturadas e é importante este incentivo ao esporte e lazer, para que a sociedade esteja participando desses eventos, inserir as crianças e as famílias porque a paz começa em casa, mas a paz também transcende a nossa casa e ajuda na construção de um mundo melhor, mais pacífico”, disse a professora Suelber Cláudia.




“A pastoral da criança trabalha com essa temática todos os anos, só que numa proporção menor, com esta parceria com a prefeitura conseguimos ampliar o alcance do programa. Graças a Deus fizemos essa parceria com o gabinete da primeira-dama e através da pastoral da educação, fomos bem recebidos nas escolas, os diretores têm nos acolhido muito bem estão pedindo para voltar em outras escolas”, disse Fabiana Silva, a Coquinha, coordenadora da Pastoral da Criança.


“O lançamento da campanha foi no dia 4 de setembro, desde então estamos trabalhando ações nas escolas, comunidade e famílias, e aqui estamos com as mães nesta atividade bem lúdica, com o objetivo de levar a paz para outras pessoas e interagir melhor com nossos amigos e com a sociedade em geral”, concluiu a coordenadora.




“Esta Olimpíada da Paz busca trazer harmonia, alegria, através de jogo e danças e que unidos possamos deixar a semente da paz”, concluiu a primeira-dama.




Comments


bottom of page