top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Prefeitura de Cruzeiro do Sul repudia violência escolar e garante medidas firmes


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul emitiu uma Nota de Repúdio enfática contra qualquer forma de violência escolar, reafirmando seu compromisso com a segurança e o bem-estar dos alunos. O comunicado surge após denúncias recentes de violência contra um aluno de Escola da Rede Municipal de Ensino.


O prefeito Zequinha Lima, declarou que medidas imediatas foram tomadas em resposta aos acontecimentos, incluindo o afastamento dos envolvidos. Além disso, a prefeitura está colaborando integralmente com as autoridades policiais para esclarecer completamente a situação.


"É inaceitável que alunos sejam sujeitos a maus-tratos em um ambiente educacional", afirmou o prefeito. Ele reforçou o compromisso inabalável com a educação e com o respeito aos direitos das crianças e dos adolescentes. Assegura que não medirá esforços para garantir um ambiente escolar seguro e acolhedor para todos.


A nota, divulgada nesta sexta-feira, 26 de Abril de 2024, reafirma a postura da administração municipal em combater e prevenir a violência nas escolas, enfatizando a importância da colaboração de toda a comunidade para promover um ambiente saudável e educativo.



NOTA DE REPÚDIO


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul vem a público manifestar seu total repúdio a qualquer forma de violência escolar. Considera inadmissível que alunos sejam vítimas de maus-tratos em um ambiente educacional.


Diante dos recentes acontecimentos envolvendo denúncias de violência contra um aluno de Escola da Rede Municipal de Ensino, informa que afastou os envolvidos nas denúncias e colabora integralmente com as autoridades policiais para investigar e esclarecer toda a situação.


Reforça o compromisso com a educação e com o respeito aos direitos das crianças e dos adolescentes, e reitera que não medirá  esforços para garantir um ambiente escolar seguro e acolhedor para todos.



Prefeito - José de Souza Lima (Zequinha Lima)


Cruzeiro do Sul, 26 de Abril de 2024

Comments


bottom of page