Prefeitura de Cruzeiro do Sul promove fórum sobre exploração sexual de crianças e adolescentes

Atualizado: 25 de mai.


A Prefeitura de Cruzeiro do Sul realizou, nesta quarta-feira (18), um Fórum Municipal com representação de diversas entidades, para fortalecer as ações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. O evento, organizado pelo Centro de Referência em Assistência Social (CREAS), teve a finalidade de chamar a atenção da sociedade, no dia nacional da luta contra esse tipo de crime.


Em Cruzeiro do Sul já existe uma rede organizada de proteção infantil que conta com a participação de representantes do poder judiciário, das forças de segurança, da prefeitura, do governo e de outros parceiros que se fizeram presentes no fórum.


"São números expressivos registrados, principalmente, após a pandemia, e nós precisamos realizar eventos como esse para proteção das nossas crianças. Hoje é um pontapé inicial, com esse fórum, mas temos uma programação para o ano todo", informou o coordenador do Creas, Madson Cameli.

Para o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Marlon Holanda, é necessário o envolvimento de toda sociedade para contribuir com um cenário alarmante com o alto número de casos de abuso sexual contra menores.


"Hoje é um dia simbólico, mas nossa guerra é todo dia. Só pra se ter uma ideia, nós temos, hoje, 173 processos tramitando na Vara da Infância e Juventude de Cruzeiro do Sul. É um número grande de crianças passando por situação traumática e cabe a toda sociedade dar a resposta", destacou o juiz Holanda.


Também participaram das discussões, o delegado Rômulo Carvalho, que cuida dos casos relacionados ao crimes contra menores; a secretária de desenvolvimento social, Ana Paula Lima; a secretária municipal de desenvolvimento social, Delcimar Leite e o vice-prefeito Henrique Afonso.


"A prefeitura assume o protagonismo junto às outras instituições governamentais e não-governamentais, por isso, fizemos toda a movimentação para criar essa rede de proteção e assistência para o fortalecimento do combate à exploração sexual infantil e todas as outras formas de violência contra crianças e adolescentes", afirmou Henrique.



0 comentário