Prefeitura de Cruzeiro do Sul promove encontro entre trabalhadores rurais e bancos públicos


Cerca de cem trabalhadores rurais e representantes de todas as associações de produtores de Cruzeiro do Sul estiveram presentes em um grande encontro, no último sábado,19, pela manhã.

O encontro promovido pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul, trouxe o diretor presidente do IMAC, representantes do Ministério Público, do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Caixa Econômica Federal. O objetivo é facilitar o acesso dos produtores rurais ao crédito agrícola.

Parte importante do procedimento para crédito passa pelo licenciamento ambiental, de responsabilidade do IMAC. O órgão estadual vem buscando tornar mais ágil o processo de licenciamento.

“O IMAC faz todo o processo de licenciamento ambiental exigido pelo banco, como a outorga e licença de limpeza de pastagem. Estamos aqui, a convite do prefeito Zequinha, buscando uma agricultura forte, que significa investimentos para o estado. É compromisso do governo em parceria com a prefeitura trazer e dar condições. Em breve todo licenciamento será feito através de Cruzeiro do Sul, o que deve trazer mais agilidade ao licenciamento para o agricultor buscar crédito e financiamento”, explicou o diretor presidente do IMAC André Assem.

“Isso é o que o produtor almeja: parcerias para facilitar a vida do produtor rural. O prefeito Zequinha veio do sindicato e tem essa sensibilidade em apoiar o produtor. O resultado, é mais facilidade no acesso ao crédito, que é o que o produtor quer e precisa”, disse Francisco Elino, presidente da Associação de produtores do ramal 3.

“É muito importante e gratificante para os produtores. Há muito tempo não tinha essa possibilidade como forma de fortalecer a produção rural. Com essa junção de esforços, com as agências bancárias, prefeitura e órgãos de governo, iremos sair daqui com resultados positivos que irão fortalecer a renda dos nossos produtores, melhorando as condições de vida de cada um”, disse Francisco das Chagas presidente do STR de Cruzeiro do Sul.

“Hoje é um dia diferenciado para o produtor. Estamos trazendo bancos públicos: Banco da Amazônia, Banco do Brasil e Caixa Econômica para explicar as linhas de crédito disponíveis para essas pessoas. Muita gente da zona rural gostaria de iniciar ou melhorar sua atividade com, por exemplo: café, cacau, banana e outros. Mas, eles não têm capital para iniciar um negócio desses. Estamos abrindo para que os produtores tenham acesso às linhas de crédito e a partir disso possam desenvolver seu próprio negócio. Nosso objetivo é manter o produtor na zona rural, para que ele possa produzir e abastecer a cidade. Uma zona rural forte significa que a cidade vai estar abastecida, que a economia familiar vai bem e que a vida vai melhorar para todos. Essa é nossa proposição como gestão: melhorar a vida das pessoas que moram na zona rural”, explicou o prefeito Zequinha Lima.




0 comentário