top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Prefeitura de Cruzeiro do Sul instala sala situacional para coordenar ações de enfrentamento a cheia do rio Juruá



A Prefeitura de Cruzeiro do Sul instalou uma sala situacional para a coordenação das ações de enfrentamento à cheia do Rio Juruá, contando com representantes de instituições que incluem o Governo do Estado, com as forças de segurança, Corpo de Bombeiros, Ministério Público, Exército Brasileiro e a Defesa Civil Municipal. O encontro que definiu a criação da sala de situação foi realizada na tarde desta segunda-feira, 26, na Unidade Básica de Saúde do Bairro 25 de Agosto, após a rápida cheia do rio Juruá e notícias de mais chuvas nas cabeceiras do manancial.


O prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima, ressaltou a rápida elevação do nível do rio e a necessidade de mobilização para o resgate das pessoas afetadas, destacando os esforços de preparação e elevação do nível das casas nos últimos anos. O cenário alerta para a importância da prontidão e cooperação entre as instituições para enfrentar os desafios decorrentes das cheias.


“Aqui é instalação da sala de situação que vamos dotar dos  meios necessários. À medida que a situação do rio se agrava, será necessário nos reunirmos diariamente. Esta sala conta com representantes de todas as instituições envolvidas no município, sejam elas civis, governamentais ou militares. É importante esse alinhamento para que cada instituição possa disponibilizar ao comitê de coordenação da Defesa Civil toda a estrutura necessária, como escolas para abrigos, veículos, barcos, pessoal, bem como recursos de saúde para ajudar as pessoas afetadas. Foi uma reunião muito produtiva, demonstrando a união das pessoas e das instituições para enfrentar esse desafio. Esperamos não ter que lidar com essa situação tão grave, mas se o rio continuar subindo nessa proporção, é possível que amanhã à noite ou no dia seguinte já tenhamos que começar a realocar as famílias para locais seguros, como as escolas transformadas em abrigos”, pontuou.


Zequinha reforçou a importância da união de todos e deu mais detalhes sobre a subida do rio em vários pontos da bacia do rio Juruá.


" As informações que chegam nos levam a esperar por uma enchente grande. A previsão que chegam até nós é de que no máximo até quarta-feira a gente possa ter atingido a cota de retirada de pessoas que é quando o rio atinge 13,50 metros. A gente tem percebido uma elevação muito rápida das águas do Juruá.  centímetros só hoje. Em Marechal Thaumaturgo e até de próximo à fronteira com o Peru a gente tem informação de muita chuva. Ontem na Serra do Divisor o dia inteiro foi chuva. Todas as águas desses igarapés, do Moa, do Valparaíso, do Paraná do Mouras, do Mirim, todas vão desaguar no Juruá  consequentemente vão passar aqui pela nossa cidade.Fizemos um trabalho nos últimos dois anos de elevação do nível de algumas casas aqui de Cruzeiro do Sul. Por isso que no ano passado nós não tiramos ninguém das suas casas. Porque com o trabalho feito durante os alagamentos, no primeiro, segundo ano de 2021 e 2022, nós elevamos mais de 100 casas. Por isso que no ano passado não precisamos retirar nenhuma família. É natural que muitas das pessoas voltassem, muitas novas casas foram construídas nessas partes baixas das cidades. Por isso a gente precisa estar pronto, a gente precisa estar mobilizado”, destacou


O encontro demonstra uma disposição conjunta para auxiliar as famílias ribeirinhas afetadas, com o governo do Estado disponibilizando estrutura e recursos para apoiar todos os municípios da região. " Toda a estrutura do governo do Estado, o governador Gladson Cameli determinou para disponibilizarmos  para a prefeitura de Cruzeiro. Já entregamos ao prefeito Zequinha Lima essa relação e estamos a disposição do executivo municipal ", ressaltou Francisco Gomes, representante do governo na reunião.


O Ministério Público, na pessoa do promotor André Pinho de Simões também se colocou à disposição, destacando seu grupo de prevenção e resposta a ocorrências desse tipo.

“O Ministério Público do Estado do Acre tem o GPRD, que é o grupo de prevenção e de resposta à ocorrência deste tipo. Aqui em Cruzeiro do Sul nós estamos em quatro membros designados e fazendo essa função de atuação. E o Ministério Público do Estado do Acre está aqui, prestando a sua solidariedade, o apoio e manifestando a sua atuação colaborativa junto com as demais instituições para que possamos contornar, erradicar e fazer com que o menor número possível de famílias seja atingido com essas cheias, principalmente no rio Juruá, aqui em Cruzeiro do Sul”.


O Exército, representado pelo Comandante do 61° Batalhão de Infantaria e Selva, Tenente Coronel Mathias, reiterou seu compromisso de colaboração, com efetivo, material e embarcações prontos para serem empregados sob acionamento da Defesa Civil Municipal.


“Como já vem sendo feito já há anos, o 61 BIS apoia a Prefeitura de Cruzeiro do Sul e outros municípios aqui do Estado dentro da sua área de responsabilidade para apoiar as pessoas que estão sofrendo com a enchente. E esse ano não vai ser diferente, nós estamos com o efetivo de sobreaviso, nós estamos com material também, embarcações, viaturas, em condições de ser empregada a qualquer momento mediante acionamento da Defesa Civil. A parceria já existe não só na área de Defesa Civil, essa integração, mas existe também quanto a crime transfronteiriço, então não seria agora, para apoiar a nossa população, que a gente deixaria essa integração de lado. Tanto o Exército Brasileiro, como a Marinha do Brasil, os outros órgãos, estão todos nós operando juntos para poder apoiar a população de Cruzeiro do Sul, ” concluiu.


As 18 horas desta sexta-feira, o nível do Rio Juruá é de 12.48. No município a cota de alerta é de 11.80 metros. A de transbordamento é de 13 metros.



Comments


bottom of page