top of page

Prefeitura de Cruzeiro do Sul insere mais 239 famílias no cadastro do Bolsa Família



Por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a prefeitura de Cruzeiro do Sul, inseriu nesta terça-feira, 6, mais 239 novas famílias no Programa Bolsa Família, totalizando 14 mil famílias beneficiadas, que somam 48 mil pessoas.


A inserção atende rigorosamente aos critérios e parâmetros exigidos pelo governo federal no programa, que movimenta  R$ 10.6 milhões na economia local.


Maria Roselândia Souza de Oliveira, uma das novas beneficiárias do programa, relatou que foi a primeira vez que solicitou o Bolsa Família e explicou que o processo foi relativamente rápido, mencionando que não tinha outra fonte de renda e que o dinheiro do programa será fundamental para ajudar sua família.


“Com esse dinheiro vou começar a fazer uma casa, ajudar meu esposo, minha família. Estou feliz”, contou.


A Coordenadora do Programa Bolsa Família da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Sandra Soriano,explicou que, cada família, recebe um valor mínimo de R$ 600,00. A média em Cruzeiro do Sul, é de R$ 736,00.


“Tem que sempre manter os cadastros atualizados, regularizados. Sempre que houver qualquer mudança em sua família, seja na composição familiar, na renda, no endereço, escolaridade das crianças, elas precisam ser atualizadas. As famílias precisam estar com as crianças vacinadas. Duas vezes ao ano é feito esse acompanhamento específico das famílias atendidas pelo Bolsa Família, através do agente  comunitário de saúde ou da Unidade Básica de Saúde de referência da sua casa, onde elas são medidas e pesadas para ver a questão nutricional. As mulheres têm que fazer o preventivo de câncer de colo de útero e as crianças que estão até 7 anos, estar com a vacina em dia. Quanto à educação as crianças entre 4 e 15 anos têm que estar estudando. Devem ter um percentual mínimo de frequência de 65%. Caso elas tenham algum problema durante todo o ano letivo de faltas por motivos de doenças ou outras situações, as famílias têm que manter o vínculo com a escola para informar ”, pontua Sandra, destacando a necessidade de comprovação da frequência escolar também dos adolescentes.


O prefeito Zequinha Lima destacou a importância do programa, que beneficia cerca de 48 mil pessoas, não apenas como suporte financeiro para famílias em situação de vulnerabilidade, mas também como um impulsionador da economia local, gerando emprego e renda. Ele ressaltou o aumento no número de servidores dedicados ao cadastro e acompanhamento das famílias, passando de 3 para 23, demonstrando o compromisso da prefeitura com as pessoas mais necessitadas. Enfatizou que o trabalho de inclusão social continuará sendo prioridade da gestão.


“Temos trabalhado muito e o governo federal tem intensificado essa questão dos auxílios, dos benefícios sociais. E esse trabalho, na verdade é feito pela própria prefeitura, incluindo o acompanhamento. Anteriormente, tínhamos apenas 3 servidores para cuidar disso, para fazer o cadastro, para o acompanhamento e hoje, contamos com 23 porque entendemos a importância de dar atenção especial a essas pessoas mais humildes quando procuram a prefeitura em busca de benefícios, fazer os cadastros. Estamos inserindo mais de 200 beneficiários e  temos 14 mil famílias incluídas nesses benefícios, o que gera uma economia de R$ 10.6 milhões todos os meses no comércio local de Cruzeiro do Sul. Isso movimenta a economia da região. Este é um trabalho de muita responsabilidade.  Continuaremos visitando as pessoas, realizando nossos cadastros, pois entendemos que, na grande maioria das vezes, essa é a única renda que elas têm no final do mês”, conclui o prefeito Zequinha Lima.



bottom of page