Prefeitura de Cruzeiro do Sul apoia palestra: Educação Especial e Políticas de Inclusão


Aconteceu na manhã desta sexta, 10, no Teatro dos Náuas, a palestra Educação Especial e Políticas de Inclusão. O evento foi organizado pelo Centrim - organização que atende crianças e jovens com deficiência, Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Cruzeiro do Sul, AFAC – Associação de familiares de pessoas no espectro autista, e governo do estado.

O objetivo da palestra foi atualizar todas as pessoas sobre práticas e metodologias desenvolvidas para as áreas envolvidas em educação de pessoas especiais, com foco em crianças, jovens e adultos com espectro autista.

O palestrante Lucelmo Lacerda falou durante a palestra sobre pontos importantes como a identificação do aluno, a necessidade do contato visual para uma boa comunicação e sobre ensinar práticas comuns do cotidiano, como sentar e esperar.

O prefeito em exercício Henrique Afonso esteve presente no evento e demonstrou interesse em contribuir com a implementação das práticas nas redes de ensino e de apoio ao autista no município.

“Muito necessária uma reflexão com diretrizes interessantes com demonstração de práticas e vidências cientificas de como trabalhar a educação pública especial com políticas públicas de inclusão. É como disse o palestrante: é necessária a autoajuda, sim, mas não podemos ficar só nisso. É preciso práticas com evidências científicas para que posamos trabalhar na escola, em casa, nas famílias e nos ambientes onde a criança com deficiência possa ser contemplada dentro de suas necessidades de aprendizagem. Estou saindo impressionado e motivado para que possamos assimilar e implementar essas práticas na rede de ensino para contribuir nos processos de formação da criança”, disse o prefeito em exercício.

Em Cruzeiro do Sul o atendimento a pessoa com espectro autista tem a contribuição pioneira do Dr. Mazinho Maciel que criou a primeira unidade com esse objetivo. A prefeitura de Cruzeiro do Sul vem procurando apoiar e ampliar essa experiência.

“No que diz respeito as crianças com necessidades especiais na família, terapias e escola, quando há um alinhamento desses três alicerces é muito difícil que a criança não apresente desenvolvimento satisfatório. Esta ainda é uma área que está se desenvolvendo, e é importante o apoio que estamos recebendo da secretaria municipal, estadual e do corpo de bombeiros”, disse o Dr. Mazinho Maciel.

O evento contou ainda com o apoio do Corpo de Bombeiros que também promove ações de inclusão.

“O Corpo de Bombeiros desde 2010 trabalha através do projeto bombeiro mirim e com o engajamento nos colégios militares. Dentro de nosso público trabalhamos com a bandeira da inclusão e não podemos descartar políticas que busquem melhoria para estes públicos”, disse o Major Rômulo.





0 comentário