top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Festival de quadrilhas juninas gera negócios e resgata cultura popular



A quarta edição do Festival Regional de Quadrilhas Juninas, promovido pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul, se encerrou neste sábado (08), e foi mais um evento de valorização da cultura popular brasileira.


O festival foi um resgate da tradição das grandes festas caipiras que, em um passado recente, movimentavam os bairros, as escolas, as instituições públicas e privadas e envolvia toda sociedade de Cruzeiro do Sul.


As quadrilhas se apresentaram durante duas noites e demonstraram que tiveram uma intensa preparação para participar do festival. O figurino, os adereços, a forma engraçada e divertida dos participantes, os passes, o entrosamento dos quadrilheiros, o casal de noivos, tudo preparado como muita dedicação, fez parte do espetáculo de cada quadrilha.


A prefeitura premiou mais de 13 mil reais, sendo R$ 3000 para categoria de melhor quadrilha municipal que ficou com a Malacabados.

A grande campeã que foi escolhida pelos jurados como a melhor da edição foi a Levanta Poeira que ganhou R$ 4 mil.

O segundo lugar do concurso regional ficou com a quadrilha Deu no Aro que recebeu a premiação no valor de R$ 2 mil, e a única quadrilha de Cruzeiro do Sul, Malacabados, ficou com a terceira colocação e recebeu R$ 1.500 reais.


As demais premiações ficaram com o melhor casal de noivos da quadrilha Levanta Poeira, melhor marcador da Mal-acabados e premiação para a pessoa destaque da quadrilha São Francisco da Roça.


"Estou muito feliz em vir do Guajará junto com minha equipe e levar esse prêmio. O festival foi maravilhoso e isso incentiva as pessoas a participarem de um evento como esse. A prefeitura de Cruzeiro está de parabéns pela organização", afirmou Hudson Oliveira, organizador da quadrilha vencedora.


Essas duas também foram premiadas pela prefeitura. A quarta quadrilha que também se apresentou foi a São Francisco na Roça que, assim como as duas primeiras, vieram do município de Guajara.


Além de conquistar o terceiro lugar, a Malacabados também teve o melhor marcador escolhido pelos jurados.


"Estamos muito felizes. A gente se empenhou ao máximo. Os meninos ficaram até a madrugada de ontem fazendo bandeirinhas  e acessórios. A gente ficou em primeiro lugar municipal, ficamos em terceiro lugar no geral e eu ganhei com melhor marcador. Então, a gente ficou muito feliz com essa premiação. Em quatro anos desse festival de quadrilhas de Cruzeiro do Sul e a prefeitura vem levantando esse festa junina", disse o marcador de destaque do Pedro Vale.



Empreendedorismo

Com um público que superou as expectativas, o festival também movimentou a economia com a feira do empreendedor montada na praça  durante os dois dias do evento. Os pequenos comerciantes que trabalharam no local comemoraram o resultado das vendas.


"É um evento de grande importância para nós artesãos. Eu participo de todos os eventos que tem na cidade e tenho sempre um bom faturamento. A prefeitura é sempre uma parceira e nós fomos bem apoiados pela Secretaria de Turismo e Empreendedorismo", disse a artesã, Nilma Nascimento.




Comments


bottom of page