top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Enchente do Rio Juruá: Defesa Civil avalia retorno das famílias para casa




Mesmo com a baixa do Rio Juruá que chegou a medir 14,04 metros em Cruzeiro do sul, na última semana, as famílias atingidas pela enchente ainda não têm previsão para voltarem para suas casas. O prefeito Zequinha Lima informou que as vistorias para avaliar a situação dos imóveis e áreas serão iniciadas na tarde desta sexta-feira, 14, pela Defesa Civil Municipal.


“Já estamos trabalhando o retorno das famílias que estão nos abrigos, iniciando essa avalição na tarde de hoje. Nós vamos atuar também com outra frente que é a realização da limpeza desses bairros atingidos pela cheia. Estamos esperando o Rio Juruá baixar um pouco mais para que as águas saiam dos quintais das pessoas e assim que notarmos a diminuição das águas, no dia 25 reforçar, nossas equipes de limpeza, entrar na região que foi alagada com as maquinas, equipe de saúde e agentes orientando as pessoas de como realizar as limpezas dos seus locais para que a gente não tenha o aumento de dengue ou malária aqui no nosso município”, informou Zequinha.


Mais de 100 famílias aguardam o retorno para as residências, localizadas nos 12 bairros atingidos em Cruzeiro do sul. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, José Lima, durante a avaliação que será realizada com um membro de cada família, o retorno só será liberado se não houver perigo de desmoronamento ente outros critérios de segurança.


“Nós verificamos que chegamos a cota de alerta e já podemos fazer a retirada de famílias, porém, vamos até o local levando um familiar para fazer a verificação da residência se há segurança ou não. Se houver segurança, vamos retornar com as famílias. Estamos seguindo o protocolo da Defesa Civil por meio da determinação do prefeito Zequinha Lima para que as pessoas retornem em segurança aos seus lares”, disse.


O coordenador também orienta para que as famílias que desejam retornar aos seus lares, solicite a ajuda da Defesa Civil Municipal.


“Quero pedir as famílias que desejam sair dos abrigos, por favor solicite a Defesa Civil Municipal, que juntos faremos essa avaliação do local desejado para que você volte com sua família em segurança. Se sua casa tiver adequada o retorno para sua casa será breve”, orientou.



Comments


bottom of page