Em Cruzeiro do Sul, secretaria de educação suspende as aulas presenciais devido surto de influenza


Após um entendimento entre as secretarias de saúde e educação, o município de Cruzeiro do Sul teve as aulas presenciais suspensas, em razão do elevado índice de síndromes gripais.

Com a decisão, as aulas do ensino fundamental, do 6⁰ ao 9⁰ anos, que estavam ocorrendo de forma híbrida, deixarão de ser oferecidas na modalidade presencial e passarão apenas para o sistema remoto.

"Estamos parando por um período de 15 dias as atividades presenciais por conta dos nossos alunos e funcionário estarem sofrendo com a epidemia que de gripe na nossa cidade. Sempre damos prioridade para zelar pela saúde de todos, por isso, foi necessária essa medida", disse o coordenador administrativo da Secretaria Municipal de Educação, Valdenísio Martins.

As aulas do ensino infantil, que teriam o retorno dos alunos para as escolas no encerramento do ano letivo de 2021, permanecerão de forma remota.

"O ano letivo do ensino infantil se encerrará no dia 17 de fevereiro e, também, resolvemos concluir de forma remota. Agora, vamos aguardar para avaliarmos se para o início do ano letivo de 2022 será possível voltarmos com as aulas presenciais", informou Martins.




0 comentário