top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Defesa Civil segue monitorando rio Juruá e seus afluentes


Nesta segunda, 27, o nível do rio amanheceu em 11,81 mts, na medição realizada diariamente pela Defesa Civil. Com isso, o rio está um centímetro acima da copta de alerta, por causa das fortes chuvas em 24 horas ele subiu 40cm.


A Defesa Civil de Cruzeiro do Sul segue monitorando atentamente as variações do Juruá rio acima e seus afluentes, bem como os índices pluviométricos. O objetivo é se adiantar a uma possível alagação e agilizar a remoção das famílias, caso haja necessidade.


“O nível do rio abaixou um pouco em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. Mas tivemos muitas chuvas nestes municípios e na Serra do Divisor. Há previsão de muitas chuvas até o dia 31 de março e possivelmente ainda teremos chuvas intensas até abril”, explica o chefe da Defesa Civil do Município, José Lima.


A prefeitura já tem preparado o seu plano de contingência caso haja necessidade de remoção das famílias.


Dependendo da quantidade de famílias que tenham de ser removidas, a prefeitura irá acionar o aluguel social, ou construir abrigos nas escolas municipais e se este número ainda for superior serão acionadas as escolas do estado.


“Enfrentamos duas alagações históricas consecutivas, durante uma pandemia. Isso fez com que a gestão ganhasse experiência para lidar com essas eventualidades. Se for necessário, temos como mobilizar rapidamente todos os setores da prefeitura e garantir o bem estar das famílias”, explicou o prefeito Zequinha Lima.



Commentaires


bottom of page