top of page
  • Foto do escritorAssessoria de Comunicação

Cruzeiro do Sul realiza Festival de Quadrilhas com participação de municípios vizinhos



A quarta edição do Festival de Quadrilhas de Cruzeiro do Sul contará com uma etapa regional, onde irão se apresentar também quadrilhas dos municípios vizinhos.

O 4° Festival Regional de Quadrilhas de Cruzeiro do Sul acontece nos dias 07 e 08 de julho na Praça Orleir Cameli.


Segundo o secretário de cultura Aldemir Maciel, a ideia é ampliar uma festividade tradicional e com alta capacidade de mobilização popular, para fortalecer o turismo e a economia regionais.

“Esta quarta edição do festival regional de quadrilhas de Cruzeiro do Sul será dividido em duas partes: municipal e regional. Serão aceitas as quadrilhas de outros municípios da região”, disse o secretário.


Assim como outras atividades realizadas pela prefeitura desde o fim da pandemia, o festival de quadrilhas também tem um foco na recuperação econômica das famílias que perderam receita pelo desaquecimento do comércio durante os anos de 2020-2022. Por esta razão, a secretaria de turismo e empreendedorismo irá promover a Feira do Empreendedor durante o festival.


Está prevista a apresentação das quadrilhas Mal Acabados, Deu no Aro, São Francisco na Roça e Levanta Poeira. Também haverá atrações musicais para todos os gostos e estilos.

A premiação geral é de 13 mil reais. A Prefeitura de Cruzeiro do Sul irá premiar a Etapa Municipal e as três etapas regionais e premiações para o melhor marcador, destaque e para o mais belo casal de noivos.


“O Festival de Quadrilhas tem uma grande importância no fortalecimento da cultura, turismo e  economia. Na cidade hoje o comércio está aquecido. Papelarias, lojas de roupas, estão lotadas de vendas nesse sentido. Estamos retomando aos poucos essa ideia de fortalecer cada vez mais o festival pós pandemia e aproveitamos para convidar em nome do prefeito Zequinha Lima para prestigiar esta quarta edição do Festival de Quadrilhas de Cruzeiro do Sul”, concluiu o secretário de cultura, Aldemir Maciel.



Comments


bottom of page