Criado grupo de trabalho do “Parque Coração Verde” em Cruzeiro do Sul


O prefeito em exercício Henrique Afonso realizou, na manhã desta quarta-feira, o decreto 000/2021, criando o grupo de trabalho para apoio técnico na implantação do “Parque Coração Verde” no município de Cruzeiro do Sul.

Farão parte do GT representantes da Universidade Federal do Acre (Ufac), além de servidores do municipal e Estado, com a atribuição de prestar assessoramento técnico na implantação do parque. A coordenação do grupo ficará a encargo do próprio Henrique Afonso, os membros serão: Emerson Amorim de Freitas, Márcio Venício Lima de Oliveira, Jeferson Oliveira Silva, Soad Farias da França, Tiago Lucena da Silva, Wilsilene Gadelha Siqueira, Maria Isabel Afonso da Silva, Antônio Jadson da Costa Gomes, Maria Gleiciane de Oliveira Cruz, Siane Maria de Oliveira Grandidier, Antônio Souza de Barros, Debora Lima de Souza, Ygoor Yvaney Bessa Neves, Reinaldo Adriano da Silva Valente, Edvaldo Gomes de Oliveira, Maria Cirlene Lima da Silva, Mariana da Costa Negreiros do Valle, Brena Kerolayne da Silva Reis, Francisco Ferreira Gomes.


Tiago Lucena da Silva, coordenador do laboratório de biologia animal do Campus Floresta da UFAC, integra a equipe técnica do GT, conta que o objetivo é propor atividades de maneira harmônica, entre meio ambiente e o interesse social de utilização.

“Esta parceria com a UFAC tem por objetivo a elaboração da proposta, com elementos técnicos associados a educação e meio ambiente e integrados a elementos de urbanização na criação de um espaço multidisciplinar para atividade de lazer, sociais e educacionais. Queremos integrar isso de maneira harmoniosa para trazer uma melhoria para a qualidade de vida da população”, explicou.

O Grupo de Trabalho para a criação do parque se baseia na lei do SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação, conforme explica o secretário municipal de meio ambiente Ygoor Neves.

“Todo estudo é baseado de acordo com o SNUC, levando em conta as formas de manejo da área de acordo com a dominialidade, ou seja de acordo com o manejo de utilização de proteção integral ou uso sustentável e a sua modalidade. Então, o objetivo é tornar um local atrativo para o desenvolvimento da pesquisa e trazer essa unidade de conservação para uma modalidade municipal, afim que a nossa sociedade possam fazer uso dessa área tão logo seja definido o modalidade, com participação do ICMbio e com um bom plano de unidade”, disse.

A criação do parque conta com o empenho pessoal do prefeito em exercício Henrique Afonso, que há cerca de 16 anos trabalha para que os 36 hectares de floresta em área central da cidade, seja transformado em uma área de preservação e convivência.

“O GT será um espaço que vai dar a Cruzeiro do Sul o seu primeiro parque urbano de estudo e pesquisa e de preservação, como também de incentivo ao turismo e entretenimento. Tem uma floresta com três nascentes de água”. E seguiu: “Estamos buscando o entendimento entre o governo do estado e a sociedade Eunice Weaver (proprietária da área) através de seu representante, Rinauro. Além de prefeitura e universidade, vamos envolver a sociedade para criar ambiente que preserve aquele lugar, mas que de modo sustentável, a nossa população também possa usufruir. A expectativa é de que até final do ano o prefeito Zequinha e governador Gladson possam inaugurar a primeira etapa”, disse o prefeito em exercício.

“Você sabe que nosso povo de Cruzeiro do Sul gosta de caminhar. Este será uma espaço de entretenimento para caminhada, ciclismo, etc. Teremos uma torre de observação, um ecomuseu, estamos propondo um borboletário e a universidade vai dar essa ênfase na pesquisa. Os alunos do ensino fundamental básico e médio vão poder não apenas desfrutar, como trabalhar com pesquisa e extensão”, concluiu Henrique.


0 comentário