Coordenação de Saúde Mental encerra atividades do Setembro Amarelo



A Coordenação de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul encerrou nesta segunda, 10, as atividades relativas ao setembro Amarelo.


O mês corresponde à campanha nacional de prevenção ao suicídio. O dia 10 é oficialmente o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O lema escolhido para a campanha deste ano pela Associação Brasileira de Psquiatria foi: “A vida é a melhor escolha!”.


O encerramento ocorreu no auditório da Faculdade de Medicina de Cruzeiro do Sul, ITPAC, com a presença da secretária municipal de saúde, Valéria Lima.


“Neste ano tentamos fazer uma abordagem mais leve. Ao invés de tratar como “mês de prevenção ao suicídio”, fizemos o “mês de valorização da vida”. Valorizar a vida, é a melhor forma de prevenção contra o suicídio”, explica Hamilton Mota, coordenador de saúde mental da SEMSA.


O suicídio é uma triste realidade que atinge o mundo todo. De acordo com a última pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde - OMS em 2019 foram registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, que se estima cheguem na verdade a mais de 01 milhão de casos. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia.


Sabe-se que praticamente 100% de todos os casos de suicídio estão relacionados às doenças mentais, principalmente não diagnosticadas ou tratadas incorretamente. Dessa forma, a maioria dos casos poderia ter sido evitada se esses pacientes tivessem acesso ao tratamento psiquiátrico e informações de qualidade.


Em Cruzeiro do Sul, as ações deste ano envolveram atividades de prevenção e esclarecimento nas escolas e reunião entre os diversos agentes que lidam direta ou indiretamente com o tema.


“Procuramos organizar o fluxo de rede. Essa comunicação entre os agentes já ocorria, mas as ações eram muito individuais. Agora os procedimentos estão documentados, o que facilita e agiliza as ações. Corpo de Bombeiros, SAMU e os profissionais de saúde mental irão se comunicar com mais eficiência para prevenir possíveis casos”, explicou a Secretária Municipal de Saúde, Valéria Lima.



0 comentário