Após dois anos sem realização, Jogos Escolares retornam como Olimpíadas Estudantis




Por mais de uma década a realização dos jogos escolares têm sido uma ocasião que mobiliza não apenas a comunidade escolar, mas toda cidade de Cruzeiro do Sul. Pais, amigos, vizinhos se juntam nas torcidas das equipes que representam as escolas da cidade, mas também, a própria cidade a partir de seus bairros.

Contudo, os Jogos Escolares foram mais uma das atividades prejudicadas pela pandemia, tendo sua realização suspensa por dois anos, com impacto sobre a comunidade escolar e esportiva da cidade.


Por essa razão, a Prefeitura Municipal de Cruzeiro do Sul, através das suas secretarias de educação e de esporte e cultura, decidiu realizar não apenas uma retomada dos jogos, mas uma ampliação na participação e na disputa das modalidades. Com isso, os jogos escolares acabaram ganhando um status de Olimpíadas Estudantis, com direito inclusive à Pira Olímpica, que foi acesa pelo prefeito em exercício Henrique Afonso, na última quarta-feira.


“Esta é uma grande festa com um conjunto de atividades nessa reabertura dos jogos, que está sendo uma verdadeira olimpíada estudantil, com diversas modalidades esportivas em protagonismo e evidencia. Tive a honra de participar acendendo a tocha, que traz toda uma simbologia, um momento dessa atmosfera de paz e esperança que o esporte traduzi tão bem. É muito importante que o governo do estado e nosso prefeito Zequinha tenham colocado a realização dos jogos como prioridade nos investimentos, pois de fato os jogos têm uma importância fundamental na vida social de nossa cidade”, disse o prefeito em exercício Henrique Afonso.


Para que pudessem ocorrer nesse formato ampliado, foi essencial a parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

O secretário de educação, Amarízio Saraiva, reconhece a importância dos Jogos Escolares para a vida dos estudantes.


“É muito importante essa retomada dos jogos para a comunidade escolar. Só tenho a parabenizar ao prefeito Zequinha e ao Governo do Estado que estão juntos nessa parceria assim como a PM, Bombeiros e equipe de saúde. É muito bom voltar a viver depois de dois anos sem os jogos porque Esporte é vida, nos traz dignidade e os jogos deste ano são comparáveis a uma Olimpíada, com praticamente todos esportes representados. Os jogos acontecem em todo estado, já acompanhei em Rio Branco mas é aqui em Cruzeiro do Sul que eles ganham essa dimensão de participação da comunidade, que envolvem praticamente toda cidade”, explica o secretário.


A ampliação do número de modalidades foi possível graças ao empenho da secretaria municipal de esporte e cultura, que desde o início da gestão vem buscando organizar os esportistas de diferentes modalidades. Também foi fundamental o projeto “Esporte e Cidadania em CZS”, procedente da emenda parlamentar. Através desse recurso a prefeitura pôde ampliar o leque de modalidades esportivas a serem executadas na cidade.


Entre as modalidades individuais estão: Atletismo, Ciclismo Speed, Futevôlei, Ginástica Rítmica, Luta Olímpica, Jiu-Jitsu, Natação, Skate, Taekwondo, Tênis de Mesa e Xadrez. Nas modalidades coletivas contempladas neste ano estão: Basquetebol, Futsal, Handebol, Voleibol e Vôlei de Praia.


“Neste ano, serão disputadas 16 modalidades esportivas entre individuais e coletivas. Uma das novidades foi a inserção das modalidades de Futevôlei e Jiu-Jitsu que, embora não estejam na plataforma dos jogos escolares nas demais fases, são bastante praticadas em nossa cidade e por nossos estudantes. O Jiu-Jitsu, por exemplo, foi uma modalidade totalmente assistida pela lei de incentivo ao esporte municipal no qual a administração municipal destinou em torno de R$ 22.000,00 (vinte e dois mil reais) em projetos tanto na zona urbana como rural”, explica Aldemir Maciel, secretário municipal de esporte e cultura.




0 comentário